Follow by Email

21 de julho de 2016

PRISÃO DO EX-PTE LULA - Dois ministros do STF irão prender Lula a qualquer momento.12:51:50

Segundo informações ligadas diretamente a força-tarefa da Lava Jato, uma nova operação poderá prender o ex-presidente da republica Luiz Inácio Lula da Silva. 

Segundo a Revista Istoé, Lula ordenou que Delcídio Amaral pagasse a família de Nestor Cerveró para salvar José Carlos Bumlai. De acordo com Delcídio Amaral, o dinheiro foi dado pelo filho de José Carlos Bumlai, Maurício Bumlai. 

“O total recebido foi de R$ 250 mil. Para os procuradores que tomaram o depoimento de Delcídio, a revelação é de extrema gravidade e pode justificar a prisão do ex-presidente Lula. 

Integrantes da Lava Jato elaboram o seguinte raciocínio: se o que embasou a detenção de Delcídio, preventivamente, foi a tentativa do senador de obstruir as investigações, atestada pela descoberta do pagamento a Cerveró, o mesmo se aplicaria a Lula, o mandante de toda a artimanha”. 

O MP pediu a prisão preventiva na denúncia em que acusa o ex-presidente de esconder que é dono de um apartamento triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo. 

A defesa de Lula nega que ele seja proprietário do imóvel. A juíza Maria Priscila Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo, decidirá se decreta ou não a prisão de Lula e se torna réus outros 16 acusados pelo MP na ação. 

A juíza não tem prazo para tomar essa decisão. Neste sábado, um cidadão (advogado Samuel José Silva de São Paulo) entrou com um habeas corpus preventivo no Supremo Tribunal Federal (STF) para evitar que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seja preso pelo juiz Sérgio Moro. 

O pedido está com o ministro Luiz Edson Fachin. 

Na última sexta-feira, Gilmar Mendes suspendeu a nomeação de Lula sob o argumento de que ele foi nomeado para ter foro privilegiado garantido e, assim, tirar as investigações sobre o petista das mãos do juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância. 

Com a posse no ministério, Lula seria investigado exclusivamente pelo STF. Na mesma decisão, Mendes determinou a investigação do ex-presidente seja mantida com Moro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário