Follow by Email

2 de dezembro de 2014

POLICIA FEDERAL PRENDE QUADRILHA QUE ROUBOU DISTRIBUIDORA E FLAGRA r$ 800 MIL EM COCAÍNA.

VÍDEO: polícia prende quarilha que roubou distribuidora e flagra R$ 800 mil em cocaína



Três suspeitos de participarem de um roubo a uma distribuidora na última quinta-feira (27), foram presos por policiais da Derf (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos). De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Fábio Peró, o roubo foi cometido a mando de um presidiário integrante da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Na casa de um dos integrantes da quadrilha, foram encontrados quase 20 quilos de cocaína pura, avaliada em cerca de R$ 800 mil.
Quatro assaltantes participaram do roubo ao estabelecimento, localizado no Bairro Caiçara. Foram presos Everton Diego Niz Paixão, o Mosquito, Fábio Alves da Silva, o Binho, ambos velhos conhecidos dos policiais da Derf, e Mauri Duarte dos Santos. Ainda está foragido Erick Luis Silva Correa, que seria o dono da cocaína.
De acordo com o delegado, a quadrilha tinha informações privilegiadas sobre a distribuidora. Os envolvidos afirmam que a ordem e as informações partiram de um detento. Na manhã do dia do roubo, os ladrões passaram duas vezes na frente do estabelecimento antes do assalto. Armados com duas pistolas e um revólver, eles invadiram o escritório e renderam os funcionários.
A empresa informou à polícia que teriam sido levados R$ 70 mil, mas os presos afirmam que roubaram cerca de R$ 12 mil. Eles dividiram R$ 3 mil para cada um e desse valor cada um tirou R$ 500, que foram dados a uma mulher, que seria responsável por entregar o dinheiro aos integrantes da facção criminosa no presídio. Além do dinheiro em espécie, eles ainda levaram R$ 2 milhões em cheque e as três CPUs da empresa, que armazenavam as imagens de câmeras de segurança. Um milhão de reais, em cheques, foram queimados pelos ladrões. Eles ficaram apenas com uma parte, que pretendiam tentar trocar por dinheiro.
Segundo o delegado, os criminosos usaram luvas e casacos com capuz para evitar a identificação. Eles não contavam que as imagens da câmera de segurança também estivessem sendo armazenadas na internet. Por meio delas, os policiais identificaram Everton e Fábio, que já haviam cometido vários roubos. Os dois foram presos em uma loja de roupas. Posteriormente foram identificados os outros dois envolvidos e Mauri foi preso.
A polícia conseguiu chegar à casa de Erick e encontrou documentos, fotos dele e a cocaína. Ele tinha passagem por tráfico de drogas e a casa onde mora está em nome de uma mulher que também tinha passagem por tráfico.
O veículo e duas armas utilizadas no crime foram apreendidos pela polícia


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário