Follow by Email

24 de junho de 2016

POLÍTICA - MINISTRA DO STJ MANDA QUE PAULO HENRIQUE AMORIM SEJA PRESO IMEDIATAMENTE JORNALISTA DA RECORD

Ministra manda prender Paulo Henrique Amorim
Não tá fácil a vida para o apresentador do 'Domingo Espetacular', da TV Record, Paulo Henrique Amorim. 
Considerado um dos maiores defensores da presidente afastada Dilma Rousseff, utilizando inclusive um blog na internet para defender o Partido dos Trabalhadores (PT), o jornalista Paulo Henrique Amorim pode ser preso a qualquer momento.
A informação foi confirmada nesta sexta-feira, 24, pelo 'Natelinha', site que faz parte do maior portal de notícias do país, o UOL. 
De acordo com a reportagem, o profissional da mídia teve o pedido de prisão contra ele expedido por conta de um processo envolvendo uma acusação de racismo. 
Quem move a ação é o jornalista Heraldo Pereira, conhecido por substituir frequentemente o apresentador William Bonner, no 'Jornal Nacional', na TV Globo. 
O pedido de prisão teria sido expedido pela Ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz. 
A informação também foi confirmada pelo 'Portal Imprensa', especializado em cobertura da mídia.
A decisão teria sido dada ainda na semana passada, mas só veio ao conhecimento da mídia nesse fim de semana. 
No parecer da Ministra, ela determina que a prisão de um ano e oito meses contra Paulo Henrique Amorim passe a ser cumprida imediatamente. 
Laurita confirmou decisões anteriores dadas contra o jornalista, condenado por dizer que Heraldo Pereira é um "negro de alma branca". 
A expressão foi usada pelo apresentador em seu blog da internet, o 'Conversa Afiada', que recebeu nos últimos anos recursos do governo federal para patrocínio. 
Esses recursos estão sendo cortados pela gestão do presidente em exercício, Michel Temer, do PMDB. 
Em 2013, Paulo Henrique Amorim já havia sido condenado a um ano e oito meses de reclusão, mas recorria ao STJ. De acordo com o Natelinha, no entanto, a condenação é feita em regime aberto, ou seja, ele não deve ficar recluso em um presídio. 
O advogado do apresentador da TV Record disse que recorreria mais uma vez da decisão. O mais provável é que nos próximos meses venha uma decisão definitiva sobre o recurso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário