Follow by Email

21 de junho de 2016

PETISTA ORGANIZA EVENTO EM QUE A BÍBLIA SAGRADA É QUEIMADA E DIZ LUTAR POR UM ESTADO SEM RELIGIÃO

Petista organiza evento em que bíblia sagrada é queimada e diz lutar por um Estado sem religião
O fato aconteceu no Acre, e o responsável pelo 4º edição do Encontro Nacional de Ateus (ENA), Felipe Zanon, disse à reportagem local que a queima da bíblia sagrada não teve como escopo desrespeitar a religião, mas protestar contra o mal causado pelo cristianismo ao longo de sua história.
Zanon é formado em história e estuda o 3º período do curso de Direito da Universidade Federal do Acre (Ufac).
O organizador do evento afirmou não ter sido o responsável pela queima do exemplar da bíblia sagrada mas deixou claro que autorizou o ato.
Quem fez a queima da bíblia foi o vocalista da banda Violação Anal, Roberto Oliveira. Ele queimou um exemplar da bíblia em meio a apresentação da sua banda, na 4º edição do Sara(te)u – Uma noite dionisíaca realizada na Ufac.
A reportagem do jornal local Acre 24 horas não conseguiu contato com Roberto, e ao questionar Felipe Zanon sobre a intolerância religiosa, o militante petista foi categórico em sua resposta: 
“Eu acredito em mim mesmo, no que sou, no que posso! Respeito os demais, suas crenças…Não temos problema nenhum em quem crer ou não em Deus. 
Nós buscamos a laicidade do Estado, queremos um estado sem religião, todos merecem o mesmo respeito, inclusive falam em perseguição, mas nós é quem sofremos perseguição por sermos ateus, porque somos minoria. 
Nossos cartazes foram rasgados aqui nas dependências da Ufac, até o outdoor com a divulgação do nosso evento foi retirado”
Um pouco sobre o integrante de uma das alas mais extremistas do PT, Felipe Zanon
Conhecido por fazer parte de uma das alas mais radicais do PT no Acre, Felipe Zanon, que é estudante de direito na Universidade Federal do Acre, já foi policial militar, mas foi expulso da corporação por indisciplina.  
Em julho do ano passado,  o petista foi preso preventivamente acusado de agredir e chantagear garotas com vídeos íntimos. 
Ao menos quatro jovens, com idades entre 16 e 21 anos, denunciaram o rapaz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário