Follow by Email

1 de outubro de 2016

DICA RELIGIOSA - POR QUE PRECISAMOS DE ARREPENDIMENTOS.

Um estudo realizado pela Fiesp (Federação das Indústrias de São Paulo) revelou os prejuízos econômicos e sociais que a corrupção causa ao País. 
O valor chega a R$ 69 bilhões de reais por ano.
É um número absurdamente alto, mas você também sabia que em razão da sonegação fiscal, o país deixa de recolher R$500 bilhões de reais por ano aos cofres públicos?
Isso significa que a corrupção do povo é sete vezes maior que a corrupção daqueles que são eleitos para representar este mesmo povo.
Agora imagine se vivêssemos num país em que a honestidade fosse algo cultural. 
Ainda que não atingíssemos 100% da população, mas apenas imagine como seria viver num país onde querer levar vantagem indevida sobre o outro fosse algo absolutamente vergonhoso e tão intolerável quanto atualmente são os crimes de abuso sexual contra crianças. 
Este não seria um país bem melhor?
Eu sou advogado, atuo na área criminal e certa vez ouvi uma pessoa dizendo que “se o malandro soubesse como é bom ser honesto, ele seria honesto só por malandragem”.
Isso é verdade! Realmente não vale a pena ser desonesto, pois racionalmente falando percebemos que há mais benefícios individuais e coletivos a longo prazo para o honesto do que para o desonesto, pois, o pecado sempre cobra seu salário no final.
Saiba também que não há maldição sem causa (Provérbios 26:2) e se hoje todos nós juntos estamos refém da corrupção, existe uma causa, pois é com maldição que somos amaldiçoados.
Este é um princípio universal de causa e efeito que somente a Graça de Deus pode quebrar.
Por isso, hoje quero te entregar uma Palavra de exortação da parte de Deus: “Arrependam-se, pois, e voltem-se para Deus, para que os seus pecados sejam cancelados” (Atos dos Apóstolos 3:19).
Na Bíblia, arrependimento é um termo que indica o abandono das atitudes que contrariam a vontade de Deus. 
Significa desviar-se do mau caminho, mudar hábitos, pensamentos, direção e implica necessariamente numa ruptura total com o pecado.
Eu não sei qual é o seu pecado. Examine cada um a si próprio. 
Corrupção e sonegação fiscal foram aqui apenas exemplos pontuais de atitudes que contrariam a vontade Deus, por isso deixe que Espírito Santo trabalhe em seu coração te convencendo do pecado, da justiça e do juízo (João 16:8).
Pare imediatamente de tentar justificar a prática do seu pecado diante de Deus; 
Aos Seus olhos nosso senso de justiça própria é como um trapo de pano sujo (Isaías 64:6) Ele não mudará de opinião, e os erros dos outros não vão justificar os seus.
Quem te justifica cancelando seus pecados é Deus em Cristo Jesus! Portanto, arrependa-se, mude de direção, volte-se pra Ele, para que assim seus pecados sejam cancelados!
Ainda que seja mais apertado e difícil o caminho, “se esse meu povo, que se chama pelo meu Nome, se humilhar, orar e buscar a minha face, e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e seus erros e curarei a sua terra” (2 Crônicas 7:14).

Nenhum comentário:

Postar um comentário