Follow by Email

9 de setembro de 2016

RELIGIÃO "CATÓLICA" - Papa Francisco diz que Brasil atravessa "momento triste"

Resultado de imagem para papa francisco na praiaPontífice disse que provavelmente não visitará o país no ano que vem, como tinha cogitado; Dilma Rousseff recebeu carta do papa Francisco em agosto

O papa Francisco disse neste sábado (3) que o Brasil atravessa um "momento triste" e confessou que provavelmente não visitará o país em 2017, como tinha sido cogitado sobre o roteiro de sua próxima viagem pela América Latina. 
O comentário sobre a situação política brasileira ocorreu durante a inauguração de uma estátua de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do país, nos Jardins Vaticanos, em Roma.
Publicidade
"Estou contente que a imagem de Nossa Senhora Aparecida esteja nos jardins. 
Em 2013, eu tinha prometido voltar ao Brasil. 
Não sei se será possível, mas, pelo menos, agora terei [a santa] mais perto de mim", disse o papa Francisco
Em seguida, ele convidou as pessoas a rezarem "para que Nossa Senhora Aparecida siga protegendo todo o Brasil, todo o povo brasileiro, neste momento triste".
Em 2 de agosto, a ANSA divulgou que o papa havia escrito uma carta de apoio à ex-presidente Dilma Rousseff, que foi destituída do seu cargo há três dias, condenada no processo de impeachment por crimes de responsabilidade fiscal, as chamadas "pedalas fiscais". 
Em declaração à ANSA, Dilma confirmou que recebera a carta de Francisco, mas se negou a dar mais detalhes sobre o conteúdo da conversa. 
"Digo apenas que não foi uma carta oficial", afirmou a petista. "Não foi uma carta do Papa em sua condição de representante do Vaticano. 
Não tem importância [o conteúdo]. Não é uma carta para ser divulgada", disse.
Em maio, Francisco recebeu no Vaticano a atriz Letícia Sabatella, que lhe entregou um documento contra o impeachment de Dilma redigido pelo advogado Marcello Lavenére.
Dilma e o papa se reuniram em 2013, quando ele visitou o Brasil para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro, em sua primeira viagem internacional. 
Em fevereiro do ano seguinte, a petista esteve em Roma para a cerimônia que oficializou Dom Orani Tempesta como cardeal. Nascido na província de Buenos Aires, na Argentina, Jorge Mario Bergoglio tem ligação próxima a movimentos sociais na América Latina.
O Papa Francisco levou moradores de rua para passar um dia na praia.
O papa Francisco levou dezenas de moradores de rua de Roma para um dia na praia e um jantar em uma pizzaria, no caminho de volta. 
Segundo informações do jornal La Stampa, Francisco dirige diariamente uma van com dez pessoas a uma praia perto de Roma para um mergulho no mar e depois para pizza. 
O Vaticano fornece trajes de banho e toalhas.
Muitos dos moradores de rua vivem perto da Cidade do Vaticano, onde chuveiros e barbeiros foram instalados para o seu uso.

Apelo por refugiados

O papa Francisco voltou a fazer um apelo em nome dos refugiados. Durante o Angelus, celebrado na praça São Pedro, o Pontífice afirmou que Deus pede às pessoas que ajudem aquelas que fogem de perseguições em seus países.
"É o próprio fogo do Espírito Santo que nos faz ficar próximos dos outros, das pessoas que sofrem, dos necessitados, de tantas misérias humanas, de tantos problemas, dos refugiados, dos solicitantes de refúgio. 
É aquele fogo que vem do coração", disse o líder da Igreja Católica.
Desde que assumiu o Estado do Vaticano, em março de 2013, o Papa faz constantes discursos em defesa dos refugiados, principalmente após o agravamento da crise migratória no mundo, em meados do ano passado. 
Na última quinta-feira (11), Francisco chegou a almoçar com refugiados sírios que foram acolhidos pelo Vaticano.
Resultado de imagem para papa francisco na praia

Nenhum comentário:

Postar um comentário