Follow by Email

8 de setembro de 2016

curiosidade 2- 'La Pokeneta', o ônibus que percorre Montevidéu caçando pokémons

Resultado de imagem para Um ônibus percorre as avenidas de Montevidéu, a Praça Independência, a praia e os parquesUm ônibus percorre as avenidas de Montevidéu, a Praça Independência, a praia e os parques... 
Parece turismo, mas na realidade é o novo modo de caçar pokemóns na cidade, um prazer para os fãs do jogo de sucesso Pokémon Go.
Desde o lançamento do jogo de realidade aumentada desenvolvido por uma filial da Nintendo, os jovens uruguaios - assim como em outras partes do mundo - se juntaram para jogar Pokémon pelo Facebook, ou Twitter.
Inspirado no entusiasmo do aplicativo gratuito, "Chucky" Martínez criou a Pokeneta, um ônibus que visita as melhores PokeStops (onde são coletados objetos para capturar os pokémons), ginásios (áreas de combate entre os jogadores) e outros pontos-chave para caçar os monstrinhos virtuais.
"Em três horas dentro do ônibus, você joga o que jogaria em dez horas caminhando. Essa é a diferença e o objetivo da Pokeneta", explicou à AFP Martínez, de 22 anos, produtor de uma banda de música local.
Publicidade
Esse jovem se deu conta de que seus amigos jogavam durante as viagens de ônibus com a banda e pensou que "as pessoas poderiam pagar por isso". Desenhou percursos pela cidade para jogar Pokémon Go e criou a conta no Facebook "Pokeneta Uruguai".
"Pensei que muitas pessoas gostariam de jogar com essa comodidade, a comodidade que o ônibus oferece, como a segurança e a entrada USB (para carregar os celulares)", comentou Martínez.
Cada jogador paga 250 pesos (US$ 8,80) por três horas, podendo contratar viagens de cinco horas, ou para grupos particulares.
Para comemorar seu aniversário de 14 anos, Máximo Stefanoli convidou um grupo de amigos para fazer esse tour, que os levou pelas avenidas da capital, para a margem do Rio da Prata, ao parque Rivera a leste da cidade, à praça central Entrevero e para o cemitério de Buceo, ao sudeste de Montevidéu, ideal para caçar pokémons tipo fantasma.
Sem precisar sair do ônibus, esse jovem fez um bom trabalho. "Cacei uns 100 (pokémons), encontrei tipo água, tipo fogo, tipo prata, tipo bicho, de tudo", comemora Máximo.
Ao fim do percurso na praça de Entrevero, onde diariamente são vistos dezenas de fãs do jogo por ser um dos melhores lugares para caçar, Máximo havia subido do nível 16 para o 20, e sua irmã Miranda, de 11 anos, do 20 para o 22.
Para os fãs de Pokémon Go, baixado milhares de vezes desde seu lançamento em julho, a Pokeneta também ajuda a evitar os riscos como roubo de celular e acidentes por andarem distraídos e perambulando pelas ruas de Montevidéu enquanto jogam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário