Follow by Email

12 de setembro de 2016

CURIOSIDADE 1 - Esta mãe não vai ao banheiro há anos. Ela, com confiança, conta sua história online para o mundo.

Resultado de imagem para Esta mãe não vai ao banheiro há anos. Ela, com confiança, conta sua história online para o mundo.

Há certas coisas sobre as quais as pessoas não gostam muito de falar. 

Doenças e a função intestinal de alguém certamente figuram o topo da lista. 

Muitas pessoas se sentem envergonhadas de mencionar os seus problemas corporais. 

Mas Krystal Miller, de 32 anos, da Austrália, não é uma dessas pessoas. 

Se você olhar pra ela, você pensa que ela é uma jovem mulher normal e saudável, mas na verdade, ela sofre de uma terrível doença e está trabalhando duro para quebrar o tabu que é falar sobre isso.

Quando tinha 15 anos, Krystal foi diagnosticada com a doença de Crohn. 
Esta doença é muito agressiva e causa dores de estômago crônicas, diarreias e movimentos intestinais extremamente dolorosos.  
Os médicos não têm total certeza da causa, mas sabem que é uma doença autoimune, que realmente interfere em ter uma vida normal.
 
A doença fez da vida de Krystal um inferno. Ela está sempre cansada, mesmo após 15 horas de sono. 

Uma saída para jantar com os amigos era uma tortura, pois ela sempre tinha que correr para o banheiro com medo de ter um “acidente”. 

Às vezes, ela tinha que ir 6 vezes por hora ao banheiro. Ela tentava rir das brincadeiras dos amigos, mas por dentro, ela já estava cansada de estar doente.

Ela descreve a sensação como “ter uma constante infecção alimentar”. Levou muito tempo para ela aceitar que tinha que conviver com Crohn. 
Mas agora ela veio à publico e posta regularmente sua experiência com a doença, na intenção de ajudar e empoderar outras pessoas na mesma situação. 
Ela contou sua história online:
“Quando eu fui diagnosticada, eu fiquei realmente desconfortável. 
Se alguém fosse ao banheiro depois de mim, eu queria chorar de tanta vergonha”. 
No início, ela não conseguia suportar e fez o possível para esconder a doença. Lentamente, Krystal foi ficando cada vez mais isolada.

Mas as coisas continuaram a piorar. 

Quando fez 22 anos, a doença ficou tão séria, que ela teve que ter uma grande parte do seu intestino removida. 

Os médicos decidiram dar a ela uma “saída” artificial. Isso significa que Krystal tem um buraco em sua barriga, com uma bolsa de colostomia acoplada a ele. 
Como já não consegue controlar seu intestino, tudo o que seu corpo não precisa vai para esta bolsa. Primeiro ela ficou muito chateada. 
Mas depois, ter a bolsa virou uma libertação para ela. Ela não queria mais se esconder, pelo contrário, ela queria dividir sua vida, sua bolsa e tudo mais com o mundo.
Ela inventou o apelido “Moça da Bolsa” e começou a compartilhar detalhes muito honestos e fortes sobre sua vida – os momentos bons, ruins e feios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário