Follow by Email

22 de maio de 2017

“Para o bem do Brasil, sua carreira política está encerrada”, diz pai de primo de Aécio Neves

O desembargador aposentado Lauro Pacheco de Medeiros Filho, pai de Frederico Pacheco, primo do senador Aécio Neves (PSDB), confirma ser de autoria dele um texto de desabafo contra o político mineiro que circula nas redes sociais. 
O desembargador conversou com a reportagem da Itatiaia e confirmou que escreveu o desabafo. 
Muito chateado, Lauro preferiu não gravar entrevista.
Frederico Pacheco foi filmado recebendo R$ 500 mil a mando do senador, em acordo feito com o empresário Joesley Batista. 
O valor total da propina chega a R$ 2 milhões. 
Frederico está preso na Nelson Hungria, em Contagem, desde a última quinta-feira. Confira o texto do desembargador:
“Meu filho Frederico Pacheco de Medeiros está preso por causa de sua lealdade a você, seu primo. 
Ele tem um ótimo caráter, ao contrário de você, que acaba de demonstrar não ter, usando uma expressão de seu avô Tancredo Neves, ‘um mínimo de cerimônia com os escrúpulos’. 
Vejo agora, Aécio, que você não faz jus à memória de seu saudoso pai, o Deputado Aécio Cunha. Falta-lhe, Aécio, qualidade moral e intelectual para o exercício do cargo que disputou de Presidente da República. 
Para o bem do Brasil, sua carreira política está encerrada”.
Ass. Lauro Pacheco de Medeiros Filho
Desembargador Aposentado do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

FONTE: http://www.itatiaia.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário