Follow by Email

9 de junho de 2016

FAMILIA - OS BONS FILHOS NUNCA ABANDONAM OS SEUS PAIS AME-OS ENQUANTO PODE "OU SEJA ENQUANTO ESTAR VIVO DIGA QUE VOCÊ O AMA E PROVE ESTE AMOR".

Resultado de imagem para O QUE FAZER QUANDO OS FILHOS DESPREZAM OS PAIS

Os pais criam e educam seus filhos reservando-lhes abrigos de amor e com maior aconchego doam seus corações para que seus filhos façam moradas eternas. 

Também lhes dedicam amor imensurável pelo qual muitos são que não prezam.

Mesmo assim, os verdadeiros pais nunca abandonam seus filhos, mesmo que estes não os prezem e desprezem. 

Os pais sempre estão disponíveis para aceitar seus filhos, por mais que as feridas estejam sangrando, causadas que são pelo desamor incompreensões.  

É comum ver-se pais solitários reservados em seus cantinhos. A solidão dos pais tem tudo a ver com desprezo dos filhos. Que contrate: abandonar quem lhes reserva morada no coração e amor imensurável. 

Resultado de imagem para O QUE FAZER QUANDO OS FILHOS DESPREZAM OS PAIS

Quantos de nós não passamos um bom tempo sem nos abrir ao paterno – mater família, para pelo menos ouvir a voz dos nossos pais e escutar as ordens do coração paterno? 

Quando alguém não tem tempo para seus pais, não lhes sobra muito tempo para amar, pois o seu coração multa-se em rocha de frieza e pequenez de amar. 

È que o tempo transforma-se nosso inimigo e razão para nossas desculpas. E, assim, continua na sociedade, uma desenfreada distância entre os criadores e suas crias.

O pai e a mãe querem o filho sempre. Enxergam-lhes sempre crianças. Tratam-lhes com o mesmo amor dos tempos imberbes e pueris, agiganta-se para amar com a mesma intensidade do riso choro primeiros, cobre-lhes de amor e cuidados. 

E, então, merecem desprezo quando mais precisam ser amados? Reservam-lhes a solidão e o esquecimento? Penso que há algo errado nesta relação e de desconstituição de valores crescentes.

Resultado de imagem para O QUE FAZER QUANDO OS FILHOS DESPREZAM OS PAIS

Apenas para que possa servir de reflexão, acreditamos que a família é a base da sociedade. Nossos pais, em alguns casos, apenas um só desempenha o papel plural na relação, ou por ausência ou omissão do outro, por isso vê-se uma dedicação redobrada nos seus papéis diferentes.

Tudo essa reflexão para tentar chamar a atenção do mundo de que nunca devemos desprezar quem nos ama, no deu vida e respira por nós. 

Sonha e projeta seus filhos para a felicidade, idealizador que é da felicidade de suas crias, esquece-se dos cuidados de que precisa para continuar esteios, firmes fisicamente e com saúde para um envelhecer saudável, reservam-lhe à solidão. Que paradoxo!

Mas é bom que se diga que ainda existem filhos que se sentem confortáveis nas suas consciências e tratam seus pais da mesma maneira que Deus no ensina.

Não custa nada ir á casa de seus pais com freqüência, abraçá-los no coração e fisicamente. 

Tenho certeza que o seu coração vai se alegrar, imaginem o deles! Penso que o maior presente que o pais querem receber é atenção dos filhos.

Nilson de Jesus Sousa (Nilson Ericeira)

Comentários Alguns Filhos e Outros:

  1. Boa Noite Nilson, adorei seu texto, sou escritora e procuro hoje material para escrita de histórias reais de filhos que abandonaram seu pais, nem sempre isso acontece apenas na velhice. Acontece na adolescencia hoje por conta das drogas os sofrimnetos são imensos, fiz várias pesquisas no google e a maioria é de mãe que abandonam seus filhos ao nascer. Alguns filhos abandonam seus pais por acharem que as obrigações financeiras teriam que ser eternas e pagar pra ter amor de filho doi tanto qto estar em um asilo. Gosto de escrever temas reais, temas que doem na alma de quem sabe o que é ser Mãe e Pai no sentido real da palavra e que muitos fazem tanto que depois são ameaçados para fazer por uma vida toda ou vem o abandono. Vejo também mãe que nada fizeram pra si e nortearam suas vidas em função aos filhos e hoje em depressão querem a morte. Muitas coisas que escrevo vivi trabalhando como musicoterapeuta e psicologa em hospitais e ver, viver e sentir esta realidade pouco falada é algo sem nexo. Como vc escreve em seu texto que custa um abraço, uma visita e cheiro de filho é eterno no coração de uma mãe. Outro ponto que muito penso é como deve ser duro para um coração de mãe que gerou seu bebe em sua barriga e 9 meses não são 9 semanas e todas nos mães sabemos que podemos estar amando viver a gravidez, porém fisicamente o corpo em transformação, os vomitos diários, tonturas enfim, ser mãe é algo divino independente do que se pode sentir, qdo olhamos aquele bebe mais lindo do mundo por incrivel que pareça por um passe de mágica esquecemos tudo e tudo valeu a pena, porém imagino a tristeza de uma mãe ter o entendimento de saber que gerou, sofreu, amou e se dedicou de corpo e alma por um filho sem carater, sem compaixão, sem escrupulos e que abandona e desaparece. Tem hora que sentir o cheiro de um filho, seu abraço, um beijo e um "te amo mãe" tem um valor imensurável a uma mãe. Peço a vc que se souber de casos, pois é jornalista nos tópicos em que mencionei acima entre em contato comigo por favor. Penso que podemos escrever um livro, um texto sem a pretensão de salvar o mundo, porém se atingirmos alguns corações ou um coração tudo já valeu à pena, sem deixar de mencionar que hj filhos batem em seus pais e quero poder escrever sobre esta crueldade. Meu email é: valeriasoares@valeriasoares.com.br e seria uma honra poder conversar com vc. Hoje tomei a liberdade de postar seu texto, seu nome e adicionei a data em que escreveu seu texto no meu facebook. Amanhã é domingo e quem sabe algum fiho perdido lendo seu lindo texto consiga fazer uma visita a sua mãe ou a um pai. Espero seu contato e obrigada. Um grande abraço. Valéria Soares
    Responder

    Respostas




    1. Também amei seu texto Nilson. Passei o Dia das Mães absolutamente sózinha, trancada dentro do meu quarto, sem o almoço do Dia mais especial, sem o afeto e o carinho das minhas filhas. Eu as sustentei e eduquei sózinha sem a ajuda do pai. Infelizmente eu não soube passar para as minhas filhas o amor e o carinho que minha mãe passou para seus filhos. Depois de um câncer de mama e um tratamento muito dolorido eu deixei de ser a mãe provedora, a que cuidava de tudo e corria com tudo. Hoje, apesar de curada, estou dependente da moradia na casa da minha filha, sinto que virei um encosto. Fiz mastectomia radical e merecia um tratamento melhor do que venho recebendo das minhas filhas. Sinto-me infeliz e tento recomeçar minha vida, segurando-me na fé e na vontade de viver. Peço sua autorização para compartilhar seu texto no meu face book. nely.bom1@facebook.com
      Obrigada
      nely
    2. Valéria, boa noite!
      Analisando todas as respostas que foram postadas, encontro o mesmo perfil para todos os pais. O que está acontecendo com os nossos filhos, porque esta falta de amor.
      Também fui abandonado pela minha única filha e olha que tenho saúde e uma situação financeira estável imagine se estivesse velho e doente.
      A vida não era assim, fomos criados para amar nossos pais que eram as pessoas mais importantes em nossas vidas. Antesa criação e os bons princípios vinham de berço e agora vem da internet, o que fazer.
    3. ola todos,
      Pois é pessoal sou pai de tres filhos homens, dois do primeiro casamento e o mais novo do atual. Bom, criei meus filhos com muito amor carinho atenção acho que até demais e em um momento minha relaçao se desgastou e separei da mae deles e achando que meus filhos nao mudariam comigo ''ledo engano'' eu ligava quase todo dia pra eles que ja na epoca da separação o mais novo com 16 anos e o mais velho 23 anos pensei eu que estava tudo certo mas com o tempo fui percebendo que so eu ligava que so eu procurava dai comecei a espaçar mais as ligaçoes as procuras e percebi que eles nao me procuravam tentei alguns encontros e vieram as desculpas. o filho mais novo a ultima vez que encontrei foi na vara de familia ja com 18 anos pedindo pra aumentar o valor da pensao e sem acordo e ainda falou '' nao quero saber so quero meu dinheiro que é meu direito'' e eu palido fiquei observando o qual meu filho amado se tornara....o mais velho se formou se casou e nem um dos dois eventos eu fui convidado e nem avisado, o que sera que eu fiz?? sempre fui um pai de muito dialogo e conversa nunca bati nos meus filhos eduquei-os para serem bons homens mas nao sabia que tinham que virar as costas para o pai desta maneira....hoje é aniversario do mais velho e liguei pra ele tentei falar com ele mas nao atendeu liguei varias vezes mas nao consegui falar mandei uma mensagem e disse que estava atolado de reunião que depois me ligaria.....liguei para o avô dele e ele me disse que ja tinha falado com o neto e perguntou se eu ja tinha ligado e entao falei pra ele que nao me atendeu e e ntao ficou o silencio na ligação, minha maezinha coitada acho que querendo amenizar a situação falou que deveria o celular sem sinal ou outro problema e eu disse que era sim....eu sofro muito e ja nao tenho lagrimas de desgosto dessa situação. Hoje tenho meu Samuel meu filhinho de 1aninho que amo como louco meu pequenino e darei o mesmo amor carinho e tudo possivel .... mas sinto saudade deles, tenho 46 anos fui pai com 20anos e dediquei minha vida aos meus filhos....hoje falta um pedaço de mim..
    4. A história que vou contar não é muito diferente das contadas pelos Senhores. DIZ: “Eu tinha uma boa filha, o que eu não tinha era tempo pra ela, eu tinha que escolher entre carinho ou comida, então a perdi. Aconteceu em 2012. Ela cursava o 4º período de Direito em faculdade particular, fazia estágio e tinha 17 anos, quando conheceu um homem com mais de 30 anos, eu sabia o que ele realmente queria, então o procurei e "expliquei" o que ele teria que saber para namorá-la. O pai dela faleceu em acidente antes dela nascer e tive que assumir as duas funções. O sujeito vendo que não seria assim tão fácil, resolveu acabar a relação, ela me odiou, mas acabou percebendo o quê ele realmente queria e tudo acabou bem. Então ela passou então a mentir, só mentira e o tempo todo na internet, quando completou 18 anos pediu uma viagem, para vê-la feliz, paguei. Ela disse que iria visitar um ex colega do colégio na cidade de Penha/SC, mentiu, foi se encontrar um tal Henrique Tancredo também em Santa Catarina, deveria ficar 08 dias mas acabou mentindo que estava na praia e demorou 17 dias, só soube disso depois. Ao retornar indaguei o porquê de tanta demora pois havia faltado no estágio, feliz ela me mostrou uma aliança barata dizendo que tinha ficado noiva do tal Henrique. Assustei-me, disse-lhe que o tal Henrique poderia ser um homicida, traficante de mulheres, matador, estuprador e se a tivesse matado, eu nem saberia por onde começar a procurá-la. Pedi-lhe então o telefone e liguei a fim de saber quem era ele, mas ele disse para perguntar à ela e desligou. Minutos mais tarde o telefone tocou, ela atendeu e começou gritar dizendo que eu era louca, violenta, desequilibrada... perguntei o que havia acontecido e aos gritos ela dizia você vai pagar caro, muito caro pelo que fez. No mesmo dia ela desgraçou meu trabalho, fui humilhada pelo meu superior, colocada de castigo no corredor. Ela abandonou a mãe, faculdade, estágio e até as cachorrinhas pelo tal Henrique. Foi embora. Adoeci e paguei até pecados que não devia. No hospital a madrinha dela me mostrou uma mensagem do tal Henrique, dizia: “velha desgraçada, deixe minha mulher em paz e pare de rogar pragas pra nós”, ele pensou que era eu ao telefone. Seis meses após, fiquei sabendo que ela estava morando em Santa Catarina, mas ela tinha trocado o número do telefone. Passei uma mensagem via e-mail, mas ela não respondia. Eu só pedia a Deus que a cuidasse, pois eu estava hospitalizada e nada podia fazer, fiquei praticamente louca e passei a ser tratada por um psiquiatra. Um ano depois consegui contato, ela só veio uma vez me ver e nem quer saber der mim. Ela abandonou tudo, poderia no final de 2015 estar formada, mas ela trabalha como garçonete. Uma vez disse estar passando dificuldades, mandei dinheiro e depois mais e mais, mas nem obrigada ela diz. Não sei o endereço dela, só a cidade, mas tenho receio de ir procurá-la e ela dizer que não me conhece, penso que a dor seria insuportável e não estou preparada. Já não choro mais, entreguei nas Mãos Divinas. Esse tal Henrique destruiu minha família, acabou com minha alegria de viver. Em casa minha filha tem tudo o que precisa, casa boa, casa de praia, carro, faculdade, dinheiro e uma Mãe que a ama, mas ela despreza tudo por influência do tal Henrique. Às vezes penso que talvez ela deseje ter uma família, mas que boa família aceitaria uma forasteira, desgarrada, como membro?...Isso dói, dói muito saber que sou desprezada pelo anjinho que vi nascer, que protegi, que cuidei com tanto zelo. ISSO DÓI.” Esta é a história que encontrei.
    5. Comigo também aconteceu a mesma coisa, eduquei meu filho, dei tudo que ele queria, hoje bem empregado casou com uma mulher que mudou completamente a personalidade dele, de filho carinhoso passou não ligarais para mim, para o pai, esposa não deixa ele vir nos visitar, e nós sofremos muito com este abandono.
    6. Comigo também aconteceu a mesma coisa, eduquei meu filho, dei tudo que ele queria, hoje bem empregado casou com uma mulher que mudou completamente a personalidade dele, de filho carinhoso passou não ligarais para mim, para o pai, esposa não deixa ele vir nos visitar, e nós sofremos muito com este abandono.
    7. Luciana Sa, os cônjuges não são culpados, nossos filhos é que deveriam ter personalidade e falarem claramente: Ela é minha mãe e com mãe não se mexe e não fale mal dela. Isso de encontrar culpados não existe, eles fizeram isso com a gente porque não precisam mais de nós, porque enquanto precisavam davam uma de santinhos. Desculpe minha amiga, também passo pelo mesmo e já pensei em culpar o marido do meu filho , que aliás, ainda tem isso que eu tive que aceitar.
    8. Este comentário foi removido pelo autor.
    9. nao sei o que se passa,criei minha filha dando o que eu nao tive( amor),mas quando se casou ou melhor no dia do seu casamento ja gritou comigo ,e ja passaram mais de 10 anos me tratando mau me despreza ,passei anos querendo entender me culpando sem menos saber o motivo,chegou o momento desisti e falei pra ela nao iria mais incomodar agora estou fingindo ser fria ,nao telefono mais nao vou atras cansei minha parte foi feita.penso que ela precisa de oraçao só Deus pra ajudar ,eu desisti.
  2. eu tb gostei seu texto me tocou mt nilson pois ja faz quase 2 meses que minha filha ñ vem me ver ela ñ aceita conselhos eu passei mal e pedi ao meu marido para ela ir p/ casa dela isto p/ ela ja é normal eu cansei . sera que errei? estou mt trite pois é filha caçula mt amada mais nos magoa mt fazemos o que podemos até a tiramos do aluguel e ainda ñ temos respeito ,ñ foi pedindo nada em troca vimos que ela mercia. mais que DEUS o ABENÇÕE
    Responder
  3. Help! Cadê meus amados filhos,nesse momento difícil que estou passando?Vou publicar esse artigo quem sabe vos sensibilizo?
    Responder
  4. Gosto muito do seu texto, porque comigo acontece isso. Eu ainda não me considero um homem idoso, tenho 55 anos e sou um atleta em plenas funções e sou activo no trabalho. Tenho uma filha que me despreza e nem quer saber mais se eu existo, é triste...
    Responder

    Respostas


    1. Meu caro amigo Herlandes Martins, Também gostei do texto do Nilson,e comigo acontece a mesma coisa. Eu também não me considero um homem idoso, tenho 52 anos e sou ativo no trabalho. Também tenho uma única filha que me despreza e que nem quer saber se existo, realmente é muito triste e inaceitável popis sempre fui um ótimo pai na concepção das pessoas e não entendo porque isso aconteceu uma vez que nunca deixar de dar atenção e carinho. Sofro muito com isso mais coloquei na minha cabeça que não mais tenho filha e procuro sobreviver e refazer a munha vida.
    2. Ola eu tbm passo pelo mesmo problema meu filho se casou há um ano e me abandonou a mim meu esposo e irmaos parece que nao somos mais familia dele me disse que ele esta em outra fase da vida que e ele e a esposa , nunca fui negligente como mãe meu esposo tbm foi um bom pai e antes de se casar meu filho era maravilhoso mas depois q conheceu essa moça e se casou ele mudou da agua para o vinho .....meu amigo vc nao esta sozinho Deus e contigo peca a Ele que toque no coracao de sua filha um dia ela vai se arrepender e é essa minha esperanca de um dia meu filho reconhecer que esta errado em abandonar os pais e eu estarei de bracos abertos para rebeber o abraco dele.
    3. Vocês não estão sozinhos. Meu único filho a quem amei com todo o meu coração, me insultava e até chegou à violência física várias vezes. Quando eu vi que a coisa estava chegando ao extremo procurei a Lei Maria da Penha, mas logo pedi a Juíza (em particular) que não queria que o nome dele ficasse sujo nem o prendesse. Na verdade, eu só queria lhe dar um susto. Hoje ele está casado e mora em Fortaleza com outro rapaz o qual sempre tratei bem. Mas em maio de 2015 houve uma briga muito grande em Fortaleza, longe do Rio de Janeiro, minha cidade natal, onde seu companheiro juntamente com meu filho me insultaram com nomes obscenos que tenho vergonha até de comentar. Depois disso tentei me aproximar dele, mas foi inútil. Ele mal me ligava e quando o fazia só perguntava se eu estava bem. Hoje eu cansei do seu desprezo. Confesso que sofro e choro todos os dias, mas não o procuro pois nada fiz para merecer isso. Então, apesar da minha tristeza tento dar amor a minha cachorrinha pois acho que não tenho mais filho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário